Cirurgia por video é realizada com portais que acessam o abdome do paciente

O que é cirurgia por video ou laparoscopia?

A cirurgia por vídeo é uma técnica cirúrgica pouco invasiva, que requer treinamento avançado e muito utilizada na Coloproctologia. Necessita de uma equipe coordenada formada por um cirurgião principal, um cirurgião operador da câmera, um cirurgião assistente e um instrumentador (que passa o instrumental cirúrgico para os membros).

Estima-se que para uma curva de aprendizado e domínio no uso dos materiais da cirurgia por vídeo sejam necessárias entre 20 e 50 cirurgias intestinais, pelo menos.

Ela é feita por meio de pequenas incisões (cortes) de 3 a 12mm no abdome, nas quais são colocados portais para pinças e para uma câmera. O cirurgião então, realiza todo o procedimento olhando em uma tela e utilizando as pinças para manipulação dos intestinos. Ao final da cirurgia, remove todos instrumentais, realiza a retirada da peça cirúrgica por meio de uma incisão pequena na lateral do abdome e faz o fechamento dos orifícios.

A cirurgia pode vídeo pode ser feita em todo paciente?

Hoje em dia, ampliaram-se muito as indicações da cirurgia por vídeo. Alguns tumores avançados com invasão de outros órgãos ou que sejam muito grandes e algumas determinadas condições clínicas do paciente devem ser avaliadas com cuidado no momento da indicação da cirurgia laparoscópica.

Quais as vantagens da cirurgia por vídeo?

  • Rápida recuperação e retorno ao trabalho
  • Menos dor pós operatória
  • Maior rapidez no retorno a função intestinal
  • Melhor efeito estético
  • Menor tempo de internação
  • Menores custos hospitalares, otimizando o uso de recursos

Quais as principais doenças operadas com cirurgia por vídeo?

  • Tumores de intestino
  • Doença diverticular e a diverticulite
  • Poliposes familiares, entre outras.
  • Prolapso retal
  • Doenças inflamatórias intestinais, como retocolite ulcerativa e doença de Crohn

Todos cirurgiões são habilitados a realizar a cirurgia por vídeo?

A cirurgia por video requer treinamento especializado e equipe treinada para manutenção de todas vantagens apresentadas por essa modalidade.

E se, durante o procedimento, o médico notar que a cirurgia por vídeo não será factível?

Existe uma pequena porcentagem de casos em que é necessária a conversão para a cirurgia aberta. Isso, usualmente ocorre em casos de dificuldade técnica e em casos mais complexos.

A melhor técnica cirúrgica deve ser discutida cuidadosamente com seu cirurgião com base na doença e no paciente. Nossa equipe apresenta grande experiência em cirurgias por video do intestino e convencional e estamos a disposição para maiores esclarecimentos.

Comentários

O que deseja encontrar?

Compartilhe